Organização

O OHMI é um projeto científico de colaboração e de parceria entre investigadores e instituições. Contribuem para o Observatório parceiros com diferentes estatutos, assim como várias instituições de investigação e signatários da «Carta» dos OHM.

Enquanto rede, o Observatório tem como vocação acolher as instituições responsáveis pela obtenção de dados com cariz científico, nomeadamente de natureza médica ou que incidam particularmente em assuntos de natureza económica, de gestão e de conservação do ambiente na zona de influência do Complexo Químico de Estarreja. Os eventuais pedidos de adesão a este Observatório devem ser enviados ao Conselho Directivo para análise de admissão.

Os parceiros podem ser do tipo institucional ou do tipo individual. As equipas científicas são oriundas dos laboratórios de pesquisa dos organismos co-signatários do protocolo de acordo: INEE do CNRS (França) e Universidade de Aveiro (Portugal). Os parceiros não universitários pertencem a outras instituições do Estado (Ministério da Saúde, Colectividades locais e regionais) ou Associações civis.

O Conselho Directivo

O Conselho Diretivo do OHMI Estarreja define as grandes orientações científicas do Observatório, gere o orçamento e estabelece os financiamentos a atribuir aos projetos científicos. O Conselho Diretivo define e aprova o plano anual de atividades, assegura a sua execução e o seu acompanhamento científico. Assume também a gestão técnica e administrativa do Observatório.

O Conselho Directivo é constituído por :

Jean-Philippe Bedell
Microbiologistae fisiologista de plantas, Director de Investigação, UMR 5023 LEHNA (CNRS / ENTPE) - Director do OHM-Estarreja

Eduardo Anselmo Ferreira da Silva
Engenheiro Geológo, Especialidade em Geoquímica do Ambiente, Professor Catedrático, Departamento de Geociências, Universidade de Aveiro (Portugal) - Director Adjunto do OHM-Estarreja

Anne-Marie Guihard-Costa
Bioantropólogo, Director de Investigação Emérito, CNRS - Antigo director da OHMi.

Maria Manuela da Silva Inácio
Engenheira Geológo, Especialidade em Geoquímica do Ambiente, Investigadora Ciência 2008, Departamento de Geociências, Universidade de Aveiro (Portugal)

Bioquímico, Investigador
Doutora em Ciências e Engenharia do Ambiente, Mestre em Sociologia, Departamento do Ambiente e Ordenamento, Universidade de Aveiro (Portugal)

Anna Catarina Sousa
Bioquímico, Investigador, CICECO, Universidade de Aveiro (Portugal).

Carla Patinha
Engenheira Geológo, Especialidade em Geoquímica do Ambiente, Investigadora, Departamento de Geociências, Universidade de Aveiro (Portugal).

A Comissão Executiva

Assegura a execução e acompanhamento das atividades previstas no Plano de Atividades. Esta Comissão é constituída :
- pelos membros do Conselho Diretivo,
- por um representante da Direção do INEE do CNRS : Robert Chenorkian, Director Científico Adjunto, INEE CNRS),
- dos participantes dos projetos aprovados.
Participam também, como adjuntos, os representantes dos organismos participantes e das coletividades locais particularmente implicados.

O Conselho Científico

Assegura a excelência científica dos trabalhos realizados no âmbito dos projetos de investigação e exerce simultaneamente uma missão de aconselhamento. A sua composição é determinada pelo INEE do CNRS, que fixa anualmente a periodicidade das reuniões. Este comité é comum a todos os OHM que dependem do INEE.

O OHMI – Estarreja pertence a rede dos Observatórios Homens- Meios ambientais. E parceiro do LabEx (Laboratório de Excelência) DRIIHM, « Dispositif de Recherche Interdisciplinaire sur les Interactions Hommes-Milieux ».